Caminhoneiros poderão pagar pedágio mais barato nas rodovias paulistas

Estradas - 11/09/2019

Proposta do Governo do Estado pretende reduzir as tarifas no período das 22h às 6h

TARIFA REDUZIDA: Caminhoneiros poderão pagar tarifa de pedágio mais barata nas rodovias paulistas, a partir de 2020, caso a proposta do governo estadual saia do papel. É esperar para ver. Foto: Aderlei de Souza

TARIFA REDUZIDA: Caminhoneiros poderão pagar tarifa de pedágio mais barata nas rodovias paulistas, a partir de 2020, caso a proposta do governo estadual saia do papel. É esperar para ver. Foto: Aderlei de Souza

Uma ideia que, se vingar, poderá trazer uma economia significativa para alguns caminhoneiros. Isso porque o governo de São Paulo estuda a possibilidade de reduzir a tarifa dos pedágios para caminhões no horário noturno, entre 22h e 6h.

De acordo com a proposta, que pode ser implantada no início de 2020, a redução atingiria apenas determinados trechos rodoviários dentro da nova matriz logística do estado.

Ainda de acordo com o projeto, a ideia é estabelecer rotas de tráfego de cargas com base na origem, no volume e no destino dos principais produtos transportados. O caminhoneiro que usar esses trechos, no período estipulado pagariam tarifa diferenciada, com descontos que serão definidos posteriormente.

De acordo com o secretário de Logística e Transportes, João Octaviano, a ideia do governo do Estado é contribuir para um trânsito com melhor fluidez e evitar acidentes. “Nosso objetivo é reduzir o custo Brasil, que prejudica a competitividade dos nossos produtos”, disse Octaviano.

Ainda de acordo com Octaviano, as negociações com as entidades setoriais e com as concessionárias das rodovias estão sendo feitas para acertar alguns detalhes da proposta.

Tarifa reduzidas

Mas o que parece ser simples, não é. Para que saia do papel, a proposta do governo paulista precisa promover ajustes nos contratos de concessões vigentes e também nos que serão assinados.

De acordo com o secretário Octaviano, as empresas deverão concordar com a proposta de redução na tarifa no período entre 22h e 6h pelo fato da economia que vão ter na eventual redução no número de acidentes.

Além da negociação com as concessionárias, o governo de São Paulo terá que resolver a questão da segurança. Segundo dados da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística, em 2018, foram registradas 22.500 ocorrências de furto e roubo de cargas no país.

De acordo com a ANTCL, o total de ocorrências é inferior ao de 2017, porém representa um índice alto. Só em 2013, foram 15.200 casos; cerca de R$ 1,4 bilhão em cargas teria sido roubada em 2018.

Policiamento reforçado

De acordo com o governo paulista, a partir do momento em que se implantar a política de descontos nas tarifas, à noite, a segurança nas rodovias será aumentada, com mais viaturas e policiais no patrulhamento.

Ainda de acordo com a proposta do governo, além do pedágio mais barato para os caminhoneiros, há um plano de implantar tarifas reduzidas para quem utiliza as estradas paulistas com frequência.

Lote Piracicaba-Panorama

Lançado em julho, o edital de concessão de 1.273 quilômetros do Lote Piracicaba-Panorama, que Piracicaba a Panorama, no extremo oeste do estado, na divisa com Mato Grosso do Sul, prevê que os carros de passeio e veículos urbanos de carga tenham descontos progressivos, conforme a utilização da rodovia, não mais que 74%.

Fale conosco!

Tem alguma pergunta? nos envie uma mensagem.